sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Dando uma de Orlandinho

Imagine sua amiga lésbica falando para você sobre seu novo amor, de como se conheceram e o quanto essa pessoa é maravilhosa e como está fazendo bem a ela.

Você fica super feliz por ela, deseja felicidades ao casal e é convidada pra um animado chopp, pra conhecer esse serzinho tão especial.

Sentada no bar esperando, você começa a pensar sobre aquilo, e vai mais além: filosofa sobre o amor entre iguais, sobre a realização das pessoas estar acima de tudo e como é bom ver sua amiga finalmente feliz.

Num certo momento você visualiza uma cena que de tão surreal, parece mentira. De longe, vê ela se aproximando de mãos dadas... com um cara!

"Puts, mas que merda é essa?" Pode ser o primeiro pensamento que passa pela sua cabeça. Depois do choque inicial, dá pra ver que o cara é bacana e que realmente gosta dela, e começa a se adequar aquela realidade que parece que será bem duradoura.

Voltando pra casa, a coisa toda não te sai da cabeça, parece coisa de novela. Justo ela, tão bem resolvida e assumidamente homossexual, vem com essa agora? O que a família dela irá pensar? :D

Não dá pra ser assim. A gente tem que ter a cabeça aberta. A felicidade das pessoas REALMENTE tem que estar acima de tudo, e não é só na música que a metamorfose tem que ser ambulante.

Isso não desvaloriza nem desmoraliza o pessoal gls. Ninguém tem a obrigação de ter certeza absoluta das coisas, do que sente ou por quem sente. Nem a obrigação de se manter fiel a um sentimento que de repente pode passar a não ser tão verdadeiro e real assim.

Ficadica.


(não, eu não tenho nenhuma amiga ex-lésbica e não sou uma delas)

15 comentários:

Fezzoka Gomes disse...

A gente deveria se preocupar mais com o carater e afins do que com o sexo.. apaixone-se pela pessoa e não pela cor ou sexo..


Seria tão mais fácil se esses dilemas caissem por terra..

Um beijo!

Bom final de semana!

Boudeccá disse...

É, vcs estão certíssimas! Mas tem mta gente q tem essa mania de controle, de achar q sabe o q é melhor pro outro.
Se não existe mais amor, então não existe mais relação. Como dito pela moça aqui em cima, apaixonamo-nos por pessoas - só precisamos abrir os olhos para essa verdade. O Blog está sempre lindo, adoro vir aqui e prometo comentar mais. Beijocas pra vcs meninas!

diariodeumaposadolescente disse...

penso seriamente em virar "ex-lesbica" se bem que sempre me achei Bi...

mulher tá muita dor de cabeça, não sei pq gosto tanto

Alice disse...

Vc tem toda razão - se queremos respeito pela nossa orientação, devemos igualmente respeitar os sentimentos de qq pessoa, por mais que a situação nos assuste.

Marcia Paula disse...

Aconteceu com uma amiga minha,virou HT,mas ela sofreu heterofobia da parte de muitas mulheres,especilamente das ex.E ainda tem gente que diz que heterofobia não existe.Beijos.

Comentarista Abalizado disse...

Se eu visse minha amiga homossexual namorando com um homem, sentiria grande alegria por ela.

Desejo isso para todas e todos!

Willow, a Bruxa disse...

HAAHAHAHAHAHAHAH

Gente, acontece. Também sou contra nos apaixonarmos por um sexo. Nos paixonamos pelo jeito, pelo sorriso, pela personalidade de alguém. ;P

Deusa disse...

Já tive amigos q são gays se apaixonaram por mulher sofreram por elas e depois voltaram para seus homens, acho isso um pouco normal, acho q ate hoje só não tive uma relaçao bi pq não me apetece. Tenho achado muito mais facil vc achar q todo mundo gosta de tudo, pensar num mundo ecletico sexualmente falando, pra mim isso evitaria tal decepçao.
Olha e já me falaram q o mundo todo é bixessual, vc não acha q essa amiga pode ser bi?

Gostei do espaço

Mari disse...

O mundo é cheio de pessoas que transcendem os rótulos e vivem a sexualidade plenamente. Graças a Deus, as Deusas e os anjos que temos gente assim. Que não se permitem serem encaixotados. Vc está super certa!
Ser feliz é o que importa! E temos que respeitar o outro. SEMPRE!!
bjos

Lelê Maria disse...

achei que iam me descer o cacete...hum, que meninas mais moderninhas ehehehe

Huntress disse...

Se a pessoa for feliz, quem somos nós pra falar que ela esta certa ou errada por estar com um homem ou com uma mulher...

Se for mulher, e estiver comprometida, vai ser um desperdício de qualquer jeito.. HAUHAUHAUHAUAHUAHUAHAU

enola disse...

"Num certo momento você visualiza uma cena que de tão surreal, parece mentira"
Pirante!
Mas ela se ela tá feliz é o que há.

Tem meme p/ vc no Enola's Place, aparece lá!

bjs, Enola

Hérika disse...

Teoria linda e pois é, existe teoria e prática no caos ou seria o reflexo da solidão e do egoísmo humano?
Bem, fica a máxima : Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.

jessicadeverdade disse...

A cada dia que passa mais tenho certeza que o mundo é bissexual, adqui a pouco vão criar o DIA DO ORGULHO HETERO!
ser homessexual ou hetero já tá foa de moda...Todo mundo é de todo mundo!
té mais

Nina Ferri niferri@gmail.com disse...

Eu conheço gente que desitiu, digamos assim, da carreira.
Nina Ferri (www.botadentro.com)